FAQ Drope: Dr. Stone

Vale a pena ler Dr. Stone? Sinta-se mais propício a ler essa obra através desse post!!

SINOPSE /RESENHA:

Tudo começou quando Taijou foi pedir um conselho amoroso para Senku para se declarar à Yuzuhira. Após reunir coragem, Taijou está prestes a confessar seu amor quando de repente a superfície da Terra é coberta por uma luz verde e todo mundo é petrificado. Com o passar do tempo, eventualmente Senku consegue se libertar do sono e encontra uma forma de reviver as pessoas, revivendo primeiro Taiju, seu colega de escola, e com ele vai em busca de recursos, ferramentas e sobreviventes para reconstruir a civilização, e assim continua a aventura de Senku nesse mundo de pedra! Diferentemente dos outros Shounens com personagens principais extremamente poderosos, que passaram por treinamentos insanos, notamos que Dr. Stone é relativamente mais apalpável, verossímil. Através da figura de Senku, um jovem cientista, percebemos que tudo o que ele fez foi fruto dos seus diversos anos de estudo e dedicação à ciência, por meio de infinitas tentativas e erro, e nada além disso, tendo um físico não muito desenvolvido. Mas isso não impede o cientista de conseguir bolar alguma invenção milagrosa para reverter a situação e dar uma volta por cima de tudo. A série traz inúmeros reflexões para a vida, como a importância do aprendizado para o desenvolvimento da civilização, a disparidade entre uma sociedade regida pela força e outra movida pela ciência, a curiosidade como fator motriz para o crescimento individual, como um objeto que parece não ter relação com nada se encaixa e sustenta um ideal maior, como a ciência se adapta as situações, seja buscando por saúde, facilitar um processo, automatizar um mecanismo, entre outros. Além de mostrar como a força e a ciência se entrelaçam para a reconstrução da civilização também tem o mistério por trás da luz verde que petrificou toda a humanidade, seria esse um fator científico ou tecnológico? A história também provoca uma curiosidade em relação à diversos assuntos científicos, fornecendo Senku como um exemplo factível de que através dos estudos e experimentos é sim possível se tornar um gênio da ciência.

MANGÁ E EQUIPE:

O mangá tem um total de 149 capítulos publicados até o momento, sendo publicados pela Shounen Jump (A mesma que publica One Piece, Haikyuu, Kimetsu no Yaiba, The Promised Neverland entre outros). Além do mangá principal, também tem uma side story, chamada por Dr. Stone Reboot: Byakuya, feita pelo artista do Dr. Stone, o Boichi, que conta a história da robô do ‘’pai’’ do Senku deixada na Estação Espacial Internacional (recomendo a leitura, é um mangá de 9 capítulos que te trarão sensações inesquecíveis sobre robôs que você jamais imaginou sentir). No Brasil, a Panini é a responsável por vender os títulos dessa obra, tendo disponível até o momento o volume 10, enquanto a série está no 16. O mangá custa R$21,90 ou R$22,90. Os traços do mangá são muito bem feitos, não tem um momento que você não ri com a expressão facial dos personagens, além de uma história bem elaborada, com um enredo consistente, sem deixar muitas situações sem explicação. Como a obra é uma fantasia / ficção, nem tudo que é mostrado pode ser considerado plausível na realidade, ou seja, parte do ‘’conhecimento científico’’ de Senku Ishigami é verdade, mas com ressalvas em escala, tempo, poder de fogo, ou seja, algum experimento pode ter tido sua eficiência considerada mais do que a real, o tempo pode ter parecido extremamente inferior ao processo real, os resultados de um experimento podem ter sido ‘’buffados’’, as condições podem não ser aquelas exatas para que o processo ocorra. Mesmo assim, o mangá é consistente com o que traz, ou seja, tem coerência com aquilo que cria na obra.

Os exemplares membros que estão trabalhando nessa série são:

  • Como tradutora temos a Yukihyuu~, uma membra graciosa em suas traduções:

Dr. Stone tem sido um desafio para traduzir, peguei o projeto bem as cegas, já que conseguia fazer em pouco tempo e precisávamos disso para o projeto na época e acabei ficando. É um mangá que tem muito diálogo, e muitos termos não usuais também. Eu acabo criando umas 10 abas de pesquisa só para entender um pouco mais para passar para os leitores. Os termos acabam por ser sobre tudo em geral, como compostos químicos, peças de automóveis, componentes de celular entre outros. Eu estou fazendo Sekai Saikyou no Assassin, The Scholar’s Reincarnation, Isekai de Kojiin, Usogui. Já fiz S Watari-san to M Mura-kun, a One Shot de Death Note, Kou-1 desu ga Isekai, 4 Cut Hero, Hari Dormitory, Yancha Gal no Anjou-san e Your Name.

  • Como revisor e editor nós temos o Angelus, o maníaco por Dr. Stone:

O mangá está entrando numa fase muito maneira agora, e os outros projetos que eu faço, como por exemplo Meika-san wa Oshikorosenai, estão meio parados, então posso dedicar todo meu tempo a esse projeto. O QC do F é normal e a tradução da Yuki é boa mas falta um pouco de contexto ou mais atenção às vezes.

E qual foi a sensação de pegar esse projeto?

Foi muito boa. Foi uma correria do caramba, uma loucura.

Você já lia Dr. Stone antes de pegar o projeto?

Li desde o primeiro capítulo.

Quanto tempo você demora em média para editar e revisar um capítulo?

O capítulo sai 13 horas, então fica pronto lá pras 19, 20 horas. Toma meu domingo inteiro praticamente.

  • Sendo um membro extremamente proativo, que sempre busca trazer novos projetos para a Drope, temos o supervisor Fsociety:

Pode me contar um pouco mais como funciona a supervisão de Dr. Stone?

– No QC basicamente fazemos uma análise, como está a tradução final e a edição, precisamos de muita concentração para evitar passar por algum erro. E se houver, então vemos como um todo, tradução dá uma revisada, procuramos os erros de português e vemos a edição como um todo, se tem um type errado ou torto, se tem alguma área borrada. O que o QC faz é uma checagem da qualidade mesmo.

Se o Angelus e a Yukihyuu estão trabalhando bem.

– Isso desde sempre aconteceu, eu já trabalhei com a Yuki e super bem, e agora estou trabalhando com o Angelus e me adaptando, os dois fazem um ótimo trabalho como equipe.

Como está a tradução / edição do mangá.

– Não tenho reclamações a fazer, a tradução da Yuki sempre foi ótima e a Angelus revisa muito bem e edita muito bem, o QC que eu faço quase não tem correções a serem feitas.

Se está tudo no padrão de qualidade. // Se tem algum elogio ou reclamação.

– Nunca tive reclamações com Dr. Stone, está indo tranquilo o projeto e com qualidade acima de tudo.

Um pouco mais sobre outros projetos que você participou/participa na Drope.

– Já foram tantos, o meu primeiro projeto na Drope foi o Tensei Ouji Wa Daraketai, já fiz 4 Cut Hero, Kou 1 desu e participei como type nos capítulos finais de Darling e agora faço edição de Tensei Pandemic e QC de Chi to Hai no Joou, God of Blackfield, Gofun Go no Sekai, Dr. Stone, First Rate Master, Futsuu ni Naritai, Mahou Shoujo of The End, Makikomarete Isekai Teni, Onii-chan Wa Oshimai, Shingeki no Kyojin – Before the Fall, Usogui e Yoru ni Naru to Boku wa. Como pode ver faço mais QC do que Edito kkkkk.

E também sobre sua história antes/depois de entrar na Drope.

– Bom, a Drope foi a primeira Scan que eu entrei e aprendi muito aqui, entrei como editor, depois de um tempo virei uploader da Drope, isso ainda quando tinha o blogspot. Ficava mesmo só na edição e upload dos projetos, tanto no site da Drope quanto no mangadex e union, com o tempo virei administrador também. Hoje ajudo mais na parte de QC, continuo com o upload e mexo no gerenciamento das equipes. Entrei mesmo com intuito de ajudar, antes de tenta a Drope tentei outra scan, mas quando queria fazer o teste os caras riram de mim e não deram o teste para que fazer kkkkk. Depois disso, um tempo depois descobri a drope, fazia 1 mês e meio que a scan foi criada, entrei na Drope no dia 20/10/2018.

 

Então se você tiver gostando do mangá, que tal entrar no discord e elogiar o trabalho desses guerreiros (✿╹◡╹) !

 

CONCLUSÃO:

Então, essa é uma série que você definitivamente deve acompanhar, independentemente se for pelo mangá ou pelo anime, ambos conseguirão cumprir o propósito de te entreter. O anime adaptou bem a obra, com uma animação muito bem trabalhada, conseguiu elencar os elementos cômicos do mangá, enquanto conseguiu proporcionar dinamicidade aos feitos que o Senku ia realizando. O mangá aconselho para depois que você assistir o anime, a partir do capítulo 60, se você for como eu que não gosta de esperar pela continuação ser lançada.